Presidente da Facisc faz visitas no Oeste e Extremo Oeste






Em passagem pela região Oeste, o presidente da Facisc, Sérgio Rodrigues Alves visitou na última semana o município de Itapiranga para conhecer de perto o local onde ocorre a travessia de balsa que liga os estados catarinense e gaúcho.

No local pretende-se construir uma ponte para ligar os estados, uma reinvindicação da Assemit e da vice-presidência regional Extremo Oeste da Federação, que integram o Movimento Pró-ponte e tem o apoio e participação da Facisc. “Preciso conhecer de perto as demandas que defendemos, assim consigo entender as necessidades de fato. E isso só é possível visitando em loco”, declarou Sérgio.

Receberam o presidente da Facisc, o presidente da Assemit, Lucir P. Guareschi e sua equipe interna, juntamente com outros representantes como, Elson Otto, 1º Vice-presidente da Facisc, Maikel Marciel Frey, vice-presidente regional Extremo oeste da Facisc, Márcia Adriana Daniel Tonet, consultora de atuação regional da Facisc, Rodrigo Locatelli Tissot, prefeito da cidade de Barra do Guarita/RS e coordenador do Movimento pró-ponte BR163)  e Nilo Bourscheidt, vice-prefeito de Itapiranga.

Guareschi apresentou a Sérgio a estrutura da entidade, o andamento das ações do planejamento estratégico bem como dos movimentos em andamento como o Pró-ponte e o Voz Única.

Sérgio Alves destacou a receptividade e se colocou à disposição para ajudar nos anseios da entidade.

Também no Grande Oeste, Sérgio visitou a Associação Empresarial de Palmitos, onde conheceu o projeto Montenegro feito na associação pelo diretor presidente da Montebelo, Alcindo Pasqualotto.

O encontro também contou com a presença do vice-presidente da Federação, Elson Otto e de integrantes da diretoria da Associação.

Sérgio passou ainda por Dionísio Cerqueira onde se reuniu com a presidente da Ascoagrin, Raquel Schwab e diretores para discutir sobre o Porto Seco, acompanhado do diretor de Comércio Exterior Volmir Marcos Voltolini.

Em um momento marcante da viagem, Sérgio também teve a oportunidade de visitar o menino Henrique que sobreviveu ao ataque na creche Crescer de Saudades, onde recebeu facadas e teve várias outras escoriações. “Henrique é um guerreiro. Para mim foi uma realização pessoal poder visitá-lo e levar minha fé e calor humano num momento tão difícil”, declarou Sérgio.