Em Chapecó, palestra aborda benefícios tarifários em operações internacionais




Como obter benefícios tarifários e mitigar os riscos nas operações internacionais. Esse foi o tema abordado nesta semana, no workshop com café da manhã “Entenda como obter benefícios tarifários e mitigar os riscos nas suas operações internacionais!”, promovido pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC). Importadores, exportadores, despachantes aduaneiros e outros profissionais envolvidos no setor conheceram algumas vantagens que o exportador/importador pode ter em suas operações.

A palestra foi com a especialista em Gestão Estratégica em Comércio Exterior e supervisora das Soluções Empresariais na Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), Helena Knoche Faria, e com a analista de comércio exterior na Facisc, Laleska de Quadros Grieger. Helena expôs alguns benefícios tarifários, como o drawback, o entreposto aduaneiro, a isenção do imposto na exportação e os acordos internacionais. Também apresentou um sistema que gera um relatório que permite conhecer melhor o parceiro internacional.

“Muitas vezes nos preocupamos com os erros que que podem ser cometidos no comércio exterior e esquecemos que a desinformação também gera um custo. É importante conhecer a legislação para reduzir custos com tributos e, consequentemente, aumentar a competitividade do negócio”, expôs Helena, ao acrescentar que atuar no mercado internacional é importante para expansão da empresa.

O diretor de Relações Internacionais da Facisc, Sérgio Matte, reforçou que o evento foi uma oportunidade para conhecer mais sobre as facilidades existentes em relação ao comércio exterior. “A Federação contribui com ferramentas que estão disponíveis para as associações empresariais de todo o estado e que agregam mais de 37 mil associados. Nosso objetivo é fortalecer as instituições e os negócios”.

Em Chapecó e na região Oeste, muitas empresas mantêm comércio internacional. “Porém, nem sempre são transações fáceis de entender para quem está iniciando nesse processo ou pretende começar. A exportação é um processo complexo, envolve muitos trâmites e procedimentos legais, mas é possível, desde que a empresa esteja preparada. Um dos nossos objetivos é contribuir para facilitar esse processo e abrir portas para as empresas”, frisou a coordenadora administrativa da ACIC, Daniela Gonçalves da Rosa.

FERRAMENTAS

Durante o workshop, foram apresentadas duas soluções que a ACIC disponibiliza aos associados, em parceria com a Facisc: o certificado de origem e a consulta internacional. O certificado de origem é um documento legal que comprova ao país comprador a procedência de determinado bem adquirido, além de especificar as normas de origem negociadas nos acordos comerciais entre o Brasil e demais países.

Seu principal benefício é a redução, ou isenção, do imposto de importação para as empresas compradoras no exterior, o que permite a competitividade no preço final das mercadorias exportadas por empresas brasileiras.

Na consulta internacional, o exportador obtém o Relatório Business Information Report (BIR), documento detalhado para ajudar a mitigar potenciais riscos de negócios, acessando as operações, o desempenho financeiro e os registros públicos de uma empresa localizada fora do Brasil.