Voz Única foi entregue aos candidatos em Caçador




O que o Meio Oeste precisa para crescer? A resposta está na cartilha Voz Única entregue aos candidatos da região nesta terça-feira, 20/9, em Caçador em evento realizado na sede da Acic, que reuniu os presidentes das associações de Arroio Trinta, Brunópolis, Caçador, Campos Novos, Capinzal, Curitibanos, Fraiburgo, Joaçaba, Salto Veloso, Tangará, Treze Tílias e Videira.

O presidente da ACIC, Jovelci Gomes, destacou o papel das entidades empresariais no levantamento dessas informações. “Quando detalhamos o que a região precisa e colocamos em um material que serve para que os eleitos possam trabalhar em prol dessas necessidades, temos um grande avanço na questão do alinhamento, e isso resulta num trabalho realizado melhor, porque é realizado em conjunto”.

Sérgio Rodrigues Alves, presidente da Facisc, explicou que a Federação faz o levantamento já há 16 anos e que essa edição contempla pleitos históricos e pleitos novos levantados recentemente. “Não temos a pretensão de esgotar os pleitos, porque novas demandas sempre vão surgir. O voz única é uma raio-x do que é importante do que o estado precisa neste momento e fica atual até o próximo pleito, quando refazemos o levantamento”. Alves destacou que o Voz Única quer ser um instrumento norteador para os candidatos. “Queremos que Santa Catarina passe a se destacar no âmbito de gestão e de qualidade de vida”.

Henrique Basso, vice-presidente para a Regional Meio Oeste da Facisc, apresentou os pleitos. Ele destacou as cinco prioridades elencadas pelas associações empresariais. “É passo a passo se conquista a montanha”. Segundo Basso a região tem muitas necessidades, e uma das maiores é a infraestrutura. “A cerca de oito anos os caminhões andavam a uma velocidade média 58km/h e hoje andam a 43km/h. Daqui q pouco estaremos mais devagar do que as carroças”.

Os candidatos presentes tiveram a oportunidade de usar a palavra e colocar suas proposições e seu comprometimento com as demandas levantadas pelo Voz Única.

Conheça as necessidades apresentadas:
1. Privatização das rodovias federais BR 470 / BR 282 / BR 153; 
Revitalizar todas as rodovias SC da regional do Meio Oeste (SC 350 / SC 120 / SC 452 / SC 355 / SC 464 / SC 465)
2. Disponibilização de novo traçado de rede básica de energia elétrica de Videira a Caçador para atender a demanda crescente de consumo e a garantia de fornecimento com redundância em caso de falhas;
3. Conclusão do projeto dos aeroportos de Caçador / Videira e Joaçaba;
4. Investir nas redes de Hospitais do Meio Oeste priorizando a oferta de novos leitos de UTI neonatal e pediátrico, bem como a regionalização da oferta de serviços de saúde;
5. Simplificação tributária e equiparação do limite estadual do ICMS com o Simples Nacional.