Secretário de infraestrutura Thiago Vieira apresenta panorama das obras do governo em plenária da Facisc




Representantes das Associações Empresariais da regional Vale reuniram-se nesta terça (27/07) para mais uma plenária da Facisc na região.

Liderados pelo vice-presidente regional, Rinaldo Luiz Araújo, os representantes receberam no encontro o secretário adjunto de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira.

O secretário reforçou aos representantes que está sendo seguido um planejamento de governo para que haja uma continuidade nas ações. “O maior problema de uma gestão pública é a descontinuidade e a falta de um caminho a ser trilhado, por isso assumimos esta necessidade e estamos cumprindo”, afirmou o secretário.

Entre as ações planejadas, o secretário listou obras nas SC 412, 486 e 108, 110. Também destacou os investimentos no setor aeroviário e no complexo portuário. “Se comparar o que temos no setor aeroviário em dois anos de governo, já temos mais do que nos últimos 25 anos. Temos investido nos aeroportos no ramo executivo, pois acreditamos que trazem investimentos para o estado e isso trará retorno para a arrecadação”, destacou.

No encontro, Rinaldo expos para os representantes os pleitos que vem sendo trabalhados na região, como por exemplo, a questão da bacia de evolução e a segurança pública. “São assuntos de fundamental importância para o estado. Pois há risco de nos tornarmos obsoletos. Quanto a segurança, não podemos resolver, mas amenizar. Estas questões vão sendo resolvidas ao longo do tempo graças a nossa união. Vemos que o nosso trabalho é fundamental quando percebemos que isso é uma constante luta por prioridades. Mas acredito que estamos fazendo o dever de casa”, relatou.

Presente no encontro, o presidente da Facisc, Sérgio Rodrigues Alves, também reforçou a importância do trabalho conjunto. “Quando estamos unidos e temos objetivos claros o resultado aparece. Não podemos deixar os investimentos sob risco e perdermos empresas para estados vizinhos, com problemas como a questão da mata atlântica, que temos tratado com seriedade no Cofem e estamos também levando aos deputados. É uma angustia que estamos vivendo em razão desse problema ambiental e por isso estamos com várias frentes”, relatou Sérgio.

Anfitrião da reunião, o presidente da Associação Empresarial de Navegantes, Verner Dietterle, relatou o trabalho em prol do fortalecimento dos associados, a preocupação com a desestatização do porto de Itajaí, e a atuação da ACI no processo de eleição municipal.

Os 50 anos da Facisc também foram lembrados na reunião. O superintendente da Federação, Gilson Zimmermann, falou sobre a comemoração e destacou o papel dos ex-presidentes da entidade. A diretora de Marketing da Facisc, Ciça Muller, apresentou os resultados e as ações voltadas para a visibilidade do Sistema reforçando a importância das divulgações para o sucesso das demais ações. Foram quase 500 peças de comunicação criadas no primeiro semestre deste ano. Mais de 690 mil pessoas impactadas pelo envio das newsletters da Federação. Na imprensa, a Facisc tem uma média de 12 publicações em mídias espontâneas por dia útil. São mais de 18 mil seguidores nas redes sociais. “Todos estes resultados foram alcançados e evidenciam como o trabalho é realizado e dão visibilidade ao nosso Sistema”.

Ainda sobre a Federação o consultor comercial Diego Scott apresentou os resultados que vem sendo obtidos com as soluções empresariais. Desde 2014 foram mais de 7 milhões em receita direta estimada somente na regional Vale. A consultora regional, Caroline Favero, apresentou as ações realizadas para o fortalecimento da regional, por meio do fortalecimento das associações, de maneira conjunta; fomentando a troca de experiências e o engajamento nas ações dos pleitos regionais. Representando o Programa Empreender, o superintendente Gilson Zimmermann, reforçou o convite para a Semana dos Núcleos e lembrou a participação do Núcleo de Fabricantes de Toalhas (NFTEX), da Associação Empresarial de Brusque como finalista do Prêmio Empreender 2021, premiação nacional que reconhece e celebra as melhores práticas do programa Empreender Competitivo (edição 2017-2021). “Foi um trabalho de quatro anos que gerou uma grade visibilidade para a regional e para a Facisc. Foi um projeto transformador para as empresas que em quatro anos trouxe grandes mudanças”, declarou a presidente da Acibr, Rita Conti.