SC 108 e enfrentamento do Covid em pauta na plenária Regional Norte




Nesta terça-feira (09/03) foi a vez dos representantes das associações da região Norte da Facisc se reunirem para a reunião plenária regional.

Anfitrião do encontro, o presidente da ACIAM de Massaranduba, Rogério Bogo recepcionou os demais presidentes e enfatizou a importância da busca pelo recapeamento da SC 470 para a região.

A reunião iniciou com os relatos do time de consultores da Federação. Diego Scott, consultor comercial apresentou os números das soluções na região e as novidades previstas para incrementar as receitas das entidades do Sistema Facisc, como por exemplo, a Gold Soluções, o pacote Boa Vista SCPC, e o modelo revendedor do Certificado Digital.

Adriano Huebner, consultor do Programa Empreender, apresentou um panorama do Programa Empreender na região que conta com 67 núcleos empresariais, com 2 mil nucleados em oito associações.

Consultor regional, Alberto Zeni também apresentou uma fotografia da regional feita com a avaliação do comportamento do número de sócios, apontando casos de ACIs que se destacaram no ano de pandemia. Também enfatizou a importância de ter o planejamento estratégico para o crescimento das entidades.

Tema central do encontro, a manutenção e duplicação da SC 108 foi apresentada pelo deputado estadual, Vicente Caropreso e do diretor executivo do consórcio CIGAM VALI Fabiano Spézia. “Meu gabinete é constantemente solicitado em relação aos problemas desta rodovia. E estamos trabalhando constantemente para sua melhoria pois certamente é uma ligação muito importante para a região. Acredito que no máximo em julho teremos a licitação desta obra tão necessária. Estamos de olho na licitação e na verba que virá para o consórcio”, declarou o deputado. Esta obra é uma grande conquista para a região, reforçou o diretor executivo do consórcio CIGAM VALI, Fabiano Spézia.

Na ocasião os presidentes das associações relataram as ações que as entidades tem realizado para o enfrentamento da Covid nos seus municípios. “Precisamos nos unir na luta pela compra das vacinas pelo setor privado. Este é o melhor caminho que temos” enfatizou Rogério Bogo.

Vice-presidente para a regional Norte, Alcidir Boaretto, lembrou que todos os setores estão pagando um preço muito alto pela situação da pandemia. “Espero que em um curto espaço de tempo tenhamos uma solução e que as brigas políticas fiquem de lado”, declarou Boaretto.

O encontro contou com a presença do presidente da Facisc, Sérgio Rodrigues Alves que completou as manifestações ressaltando que tem acompanhado as movimentações do governo e que a Facisc não apoia o lockdown. “Temos o entendimento da importância das vidas, mas também não podemos deixar de lado a sobrevivência das empresas. Pois estas não são o foco das contaminações. Precisamos sim de medidas mais restritivas, evitando aglomerações e todas as medidas de prevenção”, ressaltou.

Sérgio também lembrou sobre a participação da Facisc no consórcio para a aquisição de vacinas. “Infelizmente ainda não existe vacina disponível, mas assim que tiver estaremos na fila de compra para disponibilizar para nossos associados. Pois isto será o grande divisor de águas”, explicou.