Região Carbonífera acumula mais de 5 mil novos empregos




 

Conforme os dados do Novo Caged, na soma os 12 municípios tiveram em novembro o melhor desempenho do ano, ao abrir 1.968 postos de trabalho com carteira assinada

O Ministério da Economia divulgou nesta quarta-feira, 23, os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged) e novamente a Região Carbonífera apresenta números animadores. Na soma do mês passado, os 12 municípios criaram 1.968 postos de trabalho com carteira assinada, o melhor índice do ano. Com o desempenho, a região acumula 5.091 novas vagas abertas entre janeiro e novembro.

“Desde junho, a região vem apresentando mais contratações que demissões e essa recuperação no mercado de trabalho formal não só tem sido constante como vem crescendo mês a mês. Em outubro, já havia sido registrado o maior saldo do ano, de 1.663 empregos, e em novembro foram quase 2 mil vagas”, salienta o presidente da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Moacir Dagostin.

Na avaliação do presidente da Acic, essa tendência de alta reforça o otimismo de que 2020 ainda possa terminar com saldo próximo ao do ano passado, quando houve 5.337 admissões a mais que desligamentos no acumulado entre janeiro e dezembro. “Para que os números se igualem, basta que tenhamos saldo positivo de 246 empregos este mês e essa não é uma meta difícil de alcançar, se levarmos em consideração o desempenho da região nos últimos meses”, pondera.

Dagostin ainda aponta a reação do mercado formal em Criciúma. Depois de alcançar saldo positivo de 999 empregos em novembro, a maior cidade da região chegou a 1.099 no acumulado do ano, superando Urussanga, até então o município com o segundo melhor desempenho. Urussanga agora está em terceiro lugar entre as cidades da região que mais geram empregos com carteira assinada, com 728 vagas abertas entre janeiro e novembro.

O melhor desempenho continua sendo o de Içara, que acumula 1.569 novas vagas, após adicionar 386 no mês passado. Ainda contribuíram para o aumento do saldo em novembro e na soma do ano os municípios de Orleans, com 145 vagas abertas no mês passado; Morro da Fumaça, com 88; Balneário Rincão, com 76; Cocal do Sul, com 66; Forquilhinha, com 54; Nova Veneza, com 34; Siderópolis, com 30; e Treviso, com 11. Já Lauro Müller fechou três postos de trabalho com carteira assinada em novembro.

Acumulado do ano

No acumulado do ano, apenas um município tem saldo negativo: Cocal do Sul registra 37 demissões a mais que admissões no período.

Entre os demais, Forquilhinha tem saldo de 532; Nova Veneza, de 431; Siderópolis, de 251; Orleans, de 169; Balneário Rincão, de 120; Morro da Fumaça, de 109; Treviso, de 63 e Lauro Müller, de 57.

Deize Felisberto
Assessoria de Imprensa da Acic