Núcleo Jovem de Videira debate o associativismo na segunda edição do Arena NJE




Os jovens integrantes do Núcleo Jovem Empreendedor (NJE) da Associação Empresarial de Videira (ACIAV) reuniram-se nesta terça (13/4) para a segunda edição do Arena NJE, evento semanal com convidados para troca de ideias e para discutir assuntos de interesse do grupo.

O encontro contou com a participação do diretor de sustentabilidade da Facisc, Eliandro Pazin, do diretor do jovem empreendedor, Bruno Saldívia e do superintendente institucional da Facisc, Gilson Zimmermann.

Os jovens empreendedores puderam ouvir dos profissionais suas experiências no associativismo e como o envolvimento no Sistema Facisc pode colaborar com os negócios.

“Neste momento atípico que estamos passando nosso desafio é adequar a legislação estadual a realidade da cidade. Neste sentido a Facisc tem contribuído muito para exercermos a representatividade local”, declarou Eliandro.

Há mais de 20 anos atuando no associativismo, Gilson destacou que a trajetória da Federação marcada pelo foco na representatividade. “Na pandemia nossa representatividade certamente cresceu. Nos unimos aos órgãos de governo e as demais federações para levar as demandas das ACIs e dos empresários ao poder público e com isso temos conseguido levar mais informação para as associações para que se assim também se tornem mais representativas”, ressaltou Gilson.

“A pandemia veio para ajudar na aproximação com as lideranças e acelerar algumas” demandas, complementou Eliandro.

Presidente do Conselho Estadual do Jovem Empreendedor e integrante da diretoria da Facisc, Bruno Saldívia também apontou a representatividade como a maior força do movimento neste momento. “Quando veio a pandemia nos preocupamos que os núcleos poderiam se enfraquecer, pois o contexto social é importante para o nosso público. O desafio foi fazer as oportunidades continuarem circulando e as trocas acontecerem como antes. Trouxemos para a mesa a pauta de negócios para manter o grau de envolvimento e acredito que temos conseguido”, relatou.

“Vimos núcleos passarem trabalho e também vimos muitos bons exemplos. No meio da pandemia fizemos a gestão de obviedades, mostrando o que fazemos e permitindo a participação dos envolvidos. Os núcleos ouviram seus públicos e foram atrás para realizar”, completou Bruno.

Gilson ressaltou que o associativismo não é para todos mas quem entra certamente tem ganhos. “Quem entra e entende sai do lugar, vai adiante”.

Hoje na diretoria da Facisc Eliandro afirmou que entende melhor as pequenas empresas. o que precisam e a importância de ajudar. “Está sendo um grande aprendizado”, relatou.

“Quando entendemos que o hub acontece dentro das entidades e que nós podemos ser hub, acabamos sendo um círculo de oportunidades para nós e para os que nos rodeiam”, complementou Bruno.

Experiente no Sistema, Gilson concluiu ressaltando a importância do planejamento. “Somente com planejamento conseguimos chegar onde estamos hoje”, completou.