Núcleo de Gestão e Empreendedorismo Jurídico inicia trabalhos na ACIT




Promover a união da classe, através do diálogo e troca de experiências, de uma forma sistemática e focada em resultados práticos. Este é o objetivo do Núcleo de Gestão e Empreendedorismo Jurídico criado na ACIT (Associação Empresarial de Tubarão) com a parceria da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) subseção Tubarão.

A iniciativa conta com a participação de advogados e representantes de escritórios jurídicos, surgindo como uma forma de incentivo ao desenvolvimento da atuação profissional da classe.

Nesta quarta-feira (16), aconteceu a primeira reunião de trabalho, onde foi definida como ação inicial a elaboração do planejamento estratégico. No processo, serão levantadas necessidades do setor e criado um plano de ação. Como coordenador do Núcleo, está o dr. José Augusto Ribeiro Mendes. Os encontros serão quinzenais, na ACIT, acompanhados de um consultor na moderação dos trabalhos.

Para o diretor de desenvolvimento setorial da ACIT, Giovani Bernardo, que também é secretário de desenvolvimento econômico do Município de Tubarão, a ação coloca o setor para além da atuação técnica, focando na gestão do negócio. “O Núcleo representa este olhar da ACIT para os advogados, visando contribuir com a gestão de seus escritórios”, explica.

Para o diretor jurídico da ACIT, dr. Guilherme Gonçalves Pereira, o Núcleo contribuirá com a atuação profissional do advogado. “Esse contato através do Núcleo certamente fará com que a atividade do advogado e do seu escritório seja aperfeiçoada e melhore também seus resultados enquanto profissionais”.

Para o presidente da 6ª Subseção Tubarão da OAB, dr. João Batista Blasius, a parceria é de grande importância para a instituição. “Nossa Subseção vem buscando aproximação com as várias entidades representativas da nossa região e, nessa busca, encontramos um parceiro muito importante para os anseios da advocacia. A ACIT, que nos recebeu e nos acolheu, demonstrando que junto com a OAB tem interesses mútuos. Agradecemos a receptividade e o empenho para a criação do Núcleo”, afirma.

“Este passo representa a valorização das duas entidades, fomentando a união maior da classe”, completa o dr. Vinícius Pilger, representante da Comissão de Direito Empresarial da OAB Subseção Tubarão.