Núcleo das Escolas Particulares da ACIC debate como profissionais de educação podem fazer a diferença no dia a dia escolar




O papel dos profissionais da educação, como impactam na vida dos estudantes e como podem motivar e inspirar os alunos a serem pessoas melhores. Esses foram alguns dos temas da palestra “Eu faço a diferença”, promovida pelo Núcleo das Escolas Particulares da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), com o mentor de líderes Édipo Vaccaro.

O palestrante abordou sobre protagonismo dos profissionais da educação, propósito e engajamento, além das diferenças entre softs skills e hard skills, que são as competências comportamentais e técnicas. “Falamos também sobre o novo papel dos professores para se adaptarem a esses novos cenários”, complementou Vaccaro. Durante a palestra, os profissionais avaliaram sua jornada e pensaram nos próximos passos.

De acordo com Vaccaro, as competências do profissional do futuro são as comportamentais, sendo a principal delas a inteligência emocional que possui quatro pilares: autogestão, autoconsciência das emoções, empatia e habilidade social. “A inteligência emocional é importante para se adaptar em diferentes situações, reconhecer os sentimentos e qual o impacto que causamos, como profissionais, na vida dos alunos e dos colegas”, frisou o palestrante, ao acrescentar que não existe mais uma divisão entre vida pessoal e profissional. “Existe a vida e a educação é a protagonista na transformação. Os alunos se espelham nos professores. Suas atitudes e seus comportamentos são exemplos para eles e influenciarão de maneira positiva, não importando seu cargo, se é diretor ou estagiário. Esse é o caminho do resultado, para que tenhamos pessoas que queiram lutar por aquilo que acreditam”, expôs o palestrante.

Vaccaro também salientou que é importante apostar nos pontos fortes dos estudantes. “Viemos de uma educação que foca muito no erro e, agora, estamos em outro movimento que é da aprendizagem, do erro como aprendizado. As empresas também estão indo para esse caminho. Os professores precisam focar nos seus pontos fortes, aperfeiçoá-los e despertar o que há de melhor nos alunos”.

A coordenadora do Núcleo das Escolas Particulares, Luciana Balbinott Paludo, avaliou que a palestra foi positiva e motivadora. “Uma oportunidade para aprender e refletir sobre o tema. Atividades como essa fazem pensar sobre nossa prática, sobre as relações consigo mesmo e com os demais, gerando um melhor resultado no que realizamos. Foi importante a participação das diversas áreas das escolas”, concluiu.

SOBRE O NÚCLEO

O Núcleo das Escolas Particulares foi criado no fim do ano passado com o objetivo de fomentar o associativismo empresarial, buscar união das escolas particulares e aprender juntas, respeitando as particularidades de cada instituição.

Integram o Núcleo das Escolas Particulares as seguintes instituições: Adoleta – Berçário e Maternal, CEI Algodão Doce, Centro de Educação Infantil Bebê Criança (CEIB), Centro de Educação CEIB, Centro Educacional Despertando o Saber, Centro Educacional Dom Bosco, Colégio Exponencial, Colégio Logosófico González Pecotche, Colégio Trilíngue, Maple Bear Chapecó e Mother Care Kids.