Noroeste tem novo vice-presidente regional da Facisc




O empresário Igor Vissotto, de Palma Sola, foi eleito nesta quinta-feira, 30/7, vice-presidente Regional da Facisc no Noroeste de SC. Ele sucede Jandir Bortoluzzi de São Lourenço do Oeste. Vissotto, destacou a importância do conhecimento do sistema e descreveu a sua trajetória na associação empresarial. “Somos voluntários e o associativismo corre como princípio nas nossas veias”. Jandir destacou que neste sistema se fortalece quem caminha junto. “Trocamos ideias, trabalhamos de mãos dadas e crescemos juntos em todos os momentos. E principalmente agora nos dá força para continuar caminhando. O sinônimo do nosso associativismo é confraternizar. Somamos com os demais. Quem se abastece e se supre”.
O presidente da ACI de Palma Sola, Eduardo Galegari, que foi a ACI anfitrião do evento on line, disse que mesmo sendo pequenos, e passando dificuldades, precisam acreditar que tudo vai melhorar.
Jonny Zulauf, presidente da Facisc, participou do evento junto com outros diretores da Facisc. Ele destacou o trabalho realizado pela regional, além dos presidentes, de cada empresário das cidades da região. “Exemplos como dos empresários do Programa Empreender enchem a Federação de orgulho, de saber que todo o esforço traz resultados efetivos na ponta”.
Os consultores do Empreender, Osvaldo Mota, e Lenir Peres Pavan, apresentaram o trabalho que vêm realizando na Regional com os empresários nucleados da região. “Mesmo com toda a questão da pandemia, a mobilização continuou”, destacou Mota. Lenir completou que a motivação dos integrantes faz toda a diferença, por isso, mesmo com distanciamento o trabalho continuou. Exemplos de atuação foram apresentados. A empresária Bianca Rampanelli, do Núcleo da Mulher Empresária da Associação Empresarial de Palma Sola, falou sobre a atuação do grupo durante a quarentena. “Com ajuda do núcleo, foi contratado um profissional para criar páginas nas redes sociais para as empresas poderem vender pela internet. De São Lourenço do Oeste, o empresário Kalu Lessa, diretor do Programa Empreender da Acislo, falou que 50% do planejamento foi por água abaixo. “Mesmo com tudo conseguimos manter e movimentar o Programa Empreender na cidade”. O diretor do Programa Empreender, Allan Edgard Kreutz, disse que o Programa Empreender foi essencial neste momento, porque foi o apoio de muitos empresários. “O Empreender dá sustentação e oportunidades aos nucleados e faz a diferença principalmente neste momento”
O superintendente institucional, Gilson Zimmermann relatou as ações e adaptações que a Facisc vem passando neste momento de pandemia, como por exemplo as mudanças efetuadas para possibilitar tanto as eleições regionais como para a presidência da Federação que serão totalmente virtuais.
Consultor comercial da Facisc, Maicon Rodrigo Bido, relatou as ações desenvolvidas na área comercial desde o início da quarentena, como campanhas, capacitações e apoio operacional. “Demos foco nas ações de mercado e nas necessidades das ACIS, buscando minimizar os problemas que vieram com a pandemia, e os resultados positivos vieram”, complementou o diretor de soluções Ciro Cerutti.
A consultora de atuação regional da Facisc, Márcia Tonet também relatou as ações desenvolvidas no atendimento a regional. “Temos trabalhado muito próximos dos executivos, tanto com intervenções diretas, como com capacitações, sempre buscando aproximar cada vez mais as entidades da Facisc”, declarou.

Cadeia Produtiva
Durante o evento foi lançado capacitação para empresas da região voltado para pensar na cadeia produtiva de todo o Oeste. Em parceria com a Unochapecó, a ideia é reunir todas as cidades para incentivar pensar no agronegócio e no crescimento e desenvolvimento dos produtos locais. Dia 4/8 haverá uma reunião com as ACIs das regionais Oeste, Extremo e Noroeste. Mais informações podem ser obtidas com o consultor do Empreender, Osvaldo Mota. Antonio Rebelatto, ex-presidente da Facisc, falou sobre com a associação empresarial pode explorar a cadeia produtiva que está sob o seu guarda-chuva. “As associações empresariais têm que fortalecer muito as empresas locais”. Ernesto Reck, também ex-presidente da Facisc, alertou que o conhecimento da região e da produção local faz toda a diferença.” Temos que produzir o que é a necessidade para a região que vamos vender. E as associações têm que encampar esta questão para valorizar a cadeia produtiva”.

LGPD
A Lei Geral de Proteção de Dados está aí e as empresas têm que se preparar. A entrada em vigor da lei está prevista para este ano e as penalidades serão apenas a partir de maio de 2021, e a Facisc quer ajudar para que todos estejam preparados, por conta disso, durante o evento foi lançado aplicativo LGPD Na Mão. A GDR Consultoria e a MSI Tecnologia criaram o aplicativo para auxiliar às empresas. Baixe para os seus colaboradores para conhecer e mudar a cultura nas empresas.
Eleições da Facisc
Durante a reunião, o empresário Sérgio Rodrigues Alves, colocou oficialmente o nome à disposição para ser presidente da Facisc. A entidade terá eleições da diretoria no dia 18 de setembro. Até amanhã, 31/7, os vice-presidentes regionais serão eleitos pelos presidentes das associações empresariais das respectivas regiões.