FACISC reúne-se com representantes internacionais em Chapecó




Cônsul-geral do Consulado dos EUA em Porto Alegre e o secretário executivo de Assuntos Internacionais do estado de Santa Catarina participaram do evento 

No dia 15/09, o vice-presidente, Elson Otto, o diretor de comércio exterior, Volmir Marcos Voltolini e o diretor de agronegócio, Vincenzo Francesco Mastrogiacomo, encontraram-se com o secretário executivo de Assuntos Internacionais do estado de Santa Catarina, Fernando Raupp e com o cônsul-geral do Consulado dos EUA em Porto Alegre, Shane Christensen, para discutir dados econômicos e potenciais de negócios do estado. “Foi um encontro muito produtivo pois tivemos a oportunidade de mostrar um pouco da capacidade produtiva do estado, buscar novas oportunidades, aproximar, buscar investimentos e contribuir para o desenvolvimento dos nossos associados. Além disso, entregamos os documentos sobre dois assuntos de grande relevância para os negócios internacionais”, declarou o diretor Volmir Marcos Voltolini.

 Durante a reunião em Chapecó, o secretário Raupp recebeu um ofício solicitando a ativação permanente do Passo de Migração entre Paraíso/SC e San Pedro/Argentina, permitindo, assim, a continuidade dos serviços migratórios, de maneira contínua, durante todo os dias do ano. O ofício sugere, inicialmente, o horário já efetivado pelo posto argentino (7h às 19h), legalizando a entrada dos argentinos no Brasil. O objetivo é que seja feita a sensibilização por parte do governo catarinense junto ao governo Federal, mais especificamente junto a Polícia Federal.  

 O cônsul-geral Christensen recebeu um pedido para Renovação do Sistema Geral de Preferências (SGP) para o Brasil – benefício suspenso há quase dois anos. Segundo os representantes da Federação, o SGP oferece redução total ou parcial da tarifa de importação incidente sobre determinados produtos originários e procedentes do Brasil. De acordo com a Facisc, o Brasil exporta mais de 1,2 mil itens, sendo que atualmente, 900 itens fazem parte da SGP.  

De acordo com a federação, os EUA têm autonomia na concessão e no tempo do benefício, um processo regido pelo Congresso norte-americano. Também foi solicitado que, além da renovação, sejam incluídos novos insumos que sejam do interesse da indústria norte-americana.

O encontro contou também com a participação do presidente da Associação Empresarial de Chapecó, Lenoir Broch, e dos coordenadores de Núcleos de Comércio Exterior de Chapecó, Xanxerê e Concórdia.