Facisc entra na campanha pela vacina




Esta semana o Brasil bateu recordes de mortes por Covid-19. Os números são assustadores e reforçam a importância das discussões a respeito da vacinação, já iniciada no país.

Também preocupa muito o outro lado da moeda. Milhares de empresas fecharam as portas e, de acordo com o IBGE, 14 milhões de pessoas ficaram sem empregos nos últimos 12 meses. Os preços dos alimentos da cesta básica registraram altas significativas. O óleo de soja, segundo o IPCA subiu mais de 100%. O resultado: muitas famílias estão sem emprego, e sem comida.

Diante deste cenário avassalador e reconhecendo ser a única saída para a recuperação, a CACB deu início à campanha “Eu Vou Vacinar!”, para conscientizar a população quanto a importância da imunização e cobrar do governo que corra atrás do tempo perdido e disponibilize doses suficientes para a população, o quanto antes. Em países como Estados Unidos e Israel, por exemplo, o rápido avanço na vacinação resultou em uma importante queda no número de mortes no último mês.

A Facisc adere a esta campanha da Confederação no intuito de auxiliar na conscientização dos empresários, colaboradores e da população em geral, para a importância da vacinação. “Todos sabem que precisamos imunizar o maior número de pessoas o mais rápido possível, mas ainda vemos pessoas descrentes na ciência e o negacionismo em relação ao virus. É importante que cada um faça a sua parte com os cuidados essenciais, e tomando a vacina assim que disponibilizada. Além disso, nós como entidades organizadas vamos cobrar e correr atrás de ações para que a vacina seja ampliada ao maior número de pessoas. Se nos protegermos, protegeremos ao próximo”, alerta Sérgio Rodrigues Alves, presidente da Facisc, que representa 148 associações empresariais e mais de 34 mil empresas em Santa Catarina.

“A vacina é a única medida eficaz, conhecida até agora, para conter o vírus e nos fazer enxergar uma luz no fim do túnel no campo econômico. Precisamos conter a proliferação do vírus o mais rápido possível. Não podemos mais ficar calados enquanto vemos nossa economia se agravar cada vez mais, e muito menos assistir a tantas mortes diárias por consequências da pandemia. Por isso, vamos trabalhar forte nesta campanha”, afirma George Pinheiro, presidente da CACB.

A campanha “Eu Vou Vacinar!” será iniciada pelas federações e associações comerciais ligadas à CACB, mas pode ser aderida por qualquer entidade ou empresa que reconheça a importância do movimento para a vida dos brasileiros e a retomada da economia.

Basta fazer download do card abaixo, inserir foto, nome, cargo e a marca e postar nas redes com a hashtag #EuVouVacinar.