Facisc avalia Pacote de Medidas Econômicas anunciado pelo Governo Federal como “abaixo do esperado”




O pacote de medidas econômicas anunciado pelo Governo Federal foi avaliado pela Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina. Segundo o presidente Sérgio Rodrigues Alves, é procedente a preocupação principalmente com o déficit público. “As medidas anunciadas, como o próprio Ministro disse, podem ter efeito abaixo do esperado. São medidas voltadas mais para a arrecadação e precisam o aval do Congresso Nacional e ainda tem o aspecto de noventena”.

Sobre o Programa Litígio Zero, o presidente destaca um retrocesso. A volta do voto de qualidade, o voto de desempate, a favor da receita preocupa o setor produtivo. “Quem aplica a multa é o mesmo que julga”. Isso pode aumentar a litigiosidade dos processos.

Segundo Alves, o pacote é bem tímido, quase considerada uma carta de intenções. “Não aponta aspectos de controle e corte de gastos. O Estado brasileiro é de um gigantismo absurdo e não podemos limitar só em pequenas medidas”.

Para o presidente este início está como uma pista de patinação no gelo. “Começamos a patinar no gelo, alguns irão firmes, outros cambaleando e outros caindo , levantando e caindo novamente, mas patinando num gelo que está derretendo e derretendo rápido. Se não tivermos uma máquina de fazer gelo, logo não conseguiremos mais deslizar, e aí a grande maioria para ou dará pulinhos para conseguir sair do lugar”.