Facisc avalia 2021 como positivo e o ano da volta ao novo normal




A entidade empresarial que representa mais de 35 mil empresas em Santa Catarina e 149 associações empresariais fez um balanço do ano de 2021 e destacou as expectativas para o ano de 2022. Segundo o presidente da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), Sérgio Rodrigues Alves, 2021 termina de forma positiva e com a volta a um novo normal. “Começamos o ano com muitas incertezas e inseguranças, abalados com a evolução dos casos da pandemia do COVID-19, lutando para evitar lockdown, trabalhando para buscar soluções que dessem segurança tanto na área de apoio aos hospitais e às famílias. Com o avanço da vacinação, vimos os casos reduzirem e começamos a viver de uma forma diferente. Foram várias as iniciativas que estiveram ao nosso alcance para ajudar e dar suporte aos que mais necessitavam, e aos poucos vencemos etapas”. A Federação integra desde o início da pandemia o Comitê Econômico junto ao Governo do Estado e outras entidades, e participa de ações importantes e decisivas para o andamento catarinense. “Nesta reunião semanal conseguimos levar as prioridades da classe empresarial para que o Governo tome as medidas necessárias e possíveis para o enfrentamento da pandemia e ajudar o desenvolvimento do nosso estado”. 

Os dados comprovam o que a Federação sente na pele no dia-a-dia com seus associados. De acordo com estimativa da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), o PIB catarinense passou de um crescimento de 9,1% nos 12 meses encerrados em junho, para um crescimento de 9,8% nos 12 meses encerrados em setembro, na comparação com os respectivos períodos anteriores. A porcentagem coloca Santa Catarina à frente de São Paulo e entre os maiores estados do país. O desempenho da economia teve reflexo direto no mercado formal de trabalho. Entre as quinze maiores economias do país, Santa Catarina é o estado de maior crescimento do emprego nos últimos 12 meses (até outubro), 9,6%. A média brasileira apresentou crescimento de 7,5% no período. Os serviços, setor de maior peso no PIB, cresceu 8,5%, sendo que o maior segmento, o comércio cresceu 10,6% nesse período. A indústria de transformação também cresceu 16,9%.

50 anos 

Para a Facisc, o ano de 2021 foi um momento ímpar. A entidade comemorou seus 50 anos de história. O momento foi comemorado ao longo de todo o ano e culminou com o lançamento do livro “50 anos de uma grande história” em novembro, a realização de uma Sessão Solene na Assembleia Legislativa e um evento na sede da entidade com homenagem aos ex-presidentes. “Foi um momento muito bonito em que pudemos reconhecer quem construiu a história da Facisc. Valorizamos o legado deixado por cada empresário que participa voluntariamente do Sistema”, explicou. 

Soluções

O presidente destacou que foi preparado um plano de trabalho para fortalecer o associativismo através de uma maior integração e mudanças de atitudes em prol dos associados. “Sempre priorizamos os associados e criamos novos produtos e soluções para nossos clientes. Hoje são 21 soluções empresariais que disponibilizamos para facilitar o dia-a-dia das mais de 35 mil empresas que compõem o Sistema Facisc”. A arrecadação das soluções teve uma evolução e vai fechar o ano de 2021 com crescimento de quase 8% em relação a 2020. Já em relação a 2019, o crescimento foi de quase 5%. Segundo o diretor de Soluções Empresariais, Ciro Cerutti, mesmo em meio à pandemia e às dificuldades, a Facisc conseguiu manter o valor repassado às associações empresariais. Para 2022, a Federação vai lançar a Faculdade das Soluções, que vai promover a formação de profissionais ligados à área comercial das ACIs.

Turismo e Desenvolvimento 

Nascido na Facisc, o DEL Turismo será executado nacionalmente, em cinco estados brasileiros. A Federação e outras entidades integrantes da Rede DEL Turismo assinaram recentemente um Termo de Cooperação com as entidades internacionais Instituto Educacional da Economia Bávara (BBW), Ministério para a Cooperação e o Desenvolvimento da República Federal da Alemanha (BMZ) e a Fundação para o Desenvolvimento Econômico e Qualificação Profissional (SEQUA), para adesão ao programa Rede DEL Turismo Nacional, iniciativa que unirá as cinco regiões do Brasil em projetos com foco na promoção do turismo sustentável.

Realizado por meio da cooperação entre poder público, trade turístico local e sociedade civil, o trabalho da Rede DEL será focado no planejamento e na implementação de estratégias que atendam as demandas específicas de cada destino. Os estados do RN, MS, MG, SC e AC são os participantes nessa primeira fase do Rede DEL. 

Entre as ações previstas, um dos destaques é a consagração dos municípios participantes com a certificação internacional de “Destino Verde”, concedida pela fundação holandesa Green Destination. Parceiro estratégico no projeto, a Green Destination examina os municípios no que diz respeito à sua adequação para certificação internacional como um destino sustentável. Em Santa Catarina, o DEL Turismo já é  desenvolvido pela Facisc desde 2010, em diversos municípios.

A Federação, em parceria com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH-SC), Associação Brasileira de Agência de Viagens (Abav) e a Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur) se uniram para fomentar Santa Catarina como destino turístico. Em dezembro, foi assinado o termo que estabelece a parceria. 

Além disso, a Facisc realizou o Seminário Técnico de Desenvolvimento do Turismo Sustentável com experiências da Baviera. Em parceria com o Instituto Educacional da Economia Bávara (bbw), da Alemanha contou com a participação de representantes de mais de 50% dos estados brasileiros.

Infraestrutura

A atuação da Facisc não para por aí. “Fizemos um trabalho muito próximo dos poderes públicos constituídos e levamos a Federação aos maiores debates do interesse dos catarinenses”, destacou Alves. A Facisc atua fortemente pela infraestrutura em Santa Catarina, um dos maiores anseios dos empresários. 2021 não foi diferente neste quesito. A Federação esteve à frente na luta pelo Aeroporto de Navegantes, pela construção da Ponte sobre o Rio Uruguai, que vai ligar Itapiranga em Santa Catarina à Barra do Guarita no Rio Grande do Sul, a duplicação da BR-280 e Canal do Linguado no Norte de SC, Aeroporto Regional de Caçador, Porto Seco de Dionísio Cerqueira, Serra da Rocinha no Sul de SC, BRs 470, 282, 101, 280, 153, 163, entre outras ações.

Saúde

Na saúde a Facisc esteve próxima a Secretaria de Estado da Saúde. O Secretário da Saúde André Motta Ribeiro pediu ajuda da Facisc e ACIs para o carnaval seguro, a volta às aulas e o retorno das atividades comerciais, por exemplo. A saúde das crianças também foi pauta na Facisc. Engajados na busca por melhorias para o Planalto Norte, os representantes das associações empresariais da região identificaram a necessidade de ampliação da especialidade médica infantil para os municípios da região e decidiram unir esforços para o objetivo.

Programa Empreender

Com 604 núcleos empresariais e mais de 9908 empresas no estado, o Programa Empreender ganhou força em 2021. A Facisc fortaleceu a parceria com o Sebrae/SC e juntas lançaram mais uma edição do PAN – Programa de Aceleração de Núcleos. O Edital contou com aporte de recursos de investimento aos projetos contemplados no total de R$ 2 milhões de reais, somadas as contrapartidas dos núcleos empresariais e recursos do Sebrae/SC. A entidade também lançou a plataforma com ferramentas voltadas para a gestão de comunidades, o Multiplica.me. A plataforma oferece serviços de manutenção e suporte relacionados ao uso da tecnologia da informação e comunicação (TIC), bem como o licenciamento de programas e códigos de computador como prestação de serviços “Software As A Service” (SaaS). No Multiplica.me é possível fazer a gestão de grupos, clube de vantagens, clube de descontos, agendamento de salas, agendamento de mentorias, reuniões com atas e check-ins automáticos, feed de notícias, planejamento estratégico em formato de kanban com listagem em 5w2h, tarefas alinhadas a ODS, integração com WhatsApp e muito mais.

SC também foi reconhecida pela atuação nacional no Programa Empreender. O Núcleo de Fabricantes de Toalhas (NFTEX), da Associação Empresarial de Brusque, foi finalista do Prêmio Empreender 2021, que reconhece e celebra as melhores práticas do programa Empreender Competitivo (edição 2017-2021).

A competitividade empresarial também foi promovida pelos Conselhos Estaduais como o Conselho Estadual da Mulher Empresária (Ceme), Conselho Estadual do Jovem Empreender (Cejesc), Conselho Estadual dos Núcleos de Inovação (Ceni), Conselho de Imobiliárias (Cenisc), Núcleos Estadual de Automecânicas e a Fundação Empreender. 

Desenvolvimento Sustentável

A Facisc e os Centros de Profissionalização das Associações Empresariais da Baviera (bbw), realizaram ao longo do ano o Seminário Internacional de Gestão de Resíduos Sólidos. O evento faz parte da diretriz de sustentabilidade da entidade e já acontece há vários anos de forma presencial. Esta foi a primeira edição que aconteceu de forma on-line através da plataforma Zoom. Com isso, o evento ganhou grandes proporções e a participação de empresários de todo o Brasil. 

A Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (FACISC) e a Federação de Consórcios, Associações de Municípios e Municípios de Santa Catarina (FECAM) assinaram um termo de compromisso para unir esforços e atuarem conjuntamente em estratégias para o desenvolvimento de projetos de interesse dos municípios catarinenses. Entre os projetos a serem trabalhados na parceria, destaque para o Programa de Desenvolvimento Econômico Local (DEL) que institui um modelo de gestão para o desenvolvimento das regiões, garantindo a continuidade dos projetos de interesse da comunidade.

Carga Tributária

Bandeira da Facisc desde a sua fundação, a redução da carga tributária, a justa distribuição de tributos e a redução do gasto público sempre estiveram na pauta da entidade. Em 2021, a entidade atuou fortemente em temas como a segunda fase do Pronampe, Bloco X, a recuperação das contribuições PIS/COFINS com retirada do ICMS, Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), Reforma da Previdência, Fundo Eleitoral, refinanciamento de dívidas com o Estado, incentivos fiscais, entre outros. 

A Facisc e as 149 associações filiadas ganharam uma liminar que autoriza que as empregadas grávidas e afastadas durante a pandemia tenham seus salários pagos pelo INSS. A ação foi proposta sob a alegação de que não está claro na Lei 14.151/2021, que trata do afastamento da empregada gestante durante a pandemia, a quem cabe o custeio da remuneração no período e de que o ônus não deve ser atribuído à empregadora. A Federação tem 90 ações no mesmo sentido para ampliar essa decisão para as empresas do Sistema. 

 

Educação Empreendedora

Realizado pela Facisc com o apoio dos núcleos integrantes do CEME e CEJESC, o objetivo do programa Geração Empreendedora é despertar, estimular e orientar o desenvolvimento do espírito empreendedor e da cultura associativista junto dos estudantes de ensino médio e criar uma geração consciente, proativa e capacitada para transformar o cenário socioeconômico. Este ano foi a 7a edição e reuniu 47 escolas, sendo 33 escolas públicas,  220 estudantes e 180 empresários voluntários.

 

Para 2022

O presidente Sérgio lembra que 2022 será um ano desafiador, mas que também está esperançoso. “Nosso foco sempre está voltado ao que for melhor para o associativismo e apoio ao empreendedorismo, nesta linha estamos esperançosos por um 2022 de muitas conquistas e realizações”. O Brasil é um dos melhores lugares para investir no mundo e Santa Catarina se destaca ainda mais. “Temos oportunidades no mercado externo, projeções positivas para o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto) dos países que são os maiores parceiros comerciais de Santa Catarina”. Outro ponto a ser observado é o consumo interno. “Nosso objetivo é cada vez mais incentivar o comércio dentro de SC e que a movimentação econômica retorne para o desenvolvimento do nosso Estado”, destaca Alves.  

Para o presidente, o desafio maior primeiro é pela alta e persistência da inflação, a alta da taxa básica de juros, aumento da Selic que dificulta o acesso ao crédito para pessoas físicas e empresas, o que pode limitar a capacidade de investimento e crescimento da economia. Também é um ano eleitoral e que a população terá um grande papel. “2022 será o ano do Voz Única. Vamos levantar as necessidades e vamos encaminhar pleitos aos nossos futuros governantes. É uma grande oportunidade de nortear o que SC, a exemplo do que aconteceu com a última edição e ajudou a construir o plano 1000 do Governo do Estado, com R$ 7,3 bilhões para tirar da gaveta obras em todos os municípios de Santa Catarina”. 

Para o Sistema Facisc, a entidade pretende criar uma espécie de “brechó” do associado, onde serão criadas oportunidades para que empresas e instituições possam contribuir com as associações através de doação de bens e materiais para ajudar as ACIs que mais precisam. Outra ação que terá nova edição será o Projeto Verba Cooperada de Mkt, que direciona recursos próprios da Facisc para propiciar às associações verba para ações de marketing. Também serão lançadas novidades na área de Soluções Empresariais, na Convenção que será realizada em março do próximo ano. O Prêmio de Matemática, que será realizado de forma estadualizada e foi inspirado na iniciativa da Associação Empresarial de Criciúma. Além do fortalecimento do Programa A +, uma iniciativa que tem como objetivo profissionalizar e fortalecer a gestão das Associações Empresariais filiadas por meio do compartilhamento de conhecimentos, metodologias, ferramentas e boas práticas de gestão nas mais diversas áreas que envolvem o dia a dia das entidades.