Em Ofício, empresários sugerem ações para recuperar a economia de São José




A Diretoria Executiva da Associação Empresarial da Região Metropolitana de Florianópolis (AEMFLO) entregou na última semana um Ofício à Câmara de São José e à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Inovação, com as reivindicações das empresas associadas para acelerar o processo de recuperação econômica da cidade.

As ações solicitadas contemplam também as áreas da educação, gestão municipal, inovação, indústria, infraestrutura, transporte, meio ambiente, saúde e segurança pública.

As propostas foram apresentadas em reuniões com o secretário de desenvolvimento econômico e inovação de São José, Marcelo Fett, e com o vereador, Rodrigo Andrade. A entrega do documento foi feita pelo vice-presidente de Relações Institucionais da AEMFLO, Luiz Gonzaga Coelho e pelo diretor de Indústria, Márcio Cavalcanti.

“Esperamos que as sugestões de melhoria sejam integradas ao Plano do Governo Municipal como imprescindíveis para impulsionar o crescimento, gerando oportunidades de trabalho e renda”, destacou o diretor Cavalcanti, que também coordena a Comissão Especial de Inovação Empresarial da entidade.

ACESSE AQUI, o Ofício que apresenta todas as propostas da AEMFLO.

 

(LINK PARA: https://drive.google.com/file/d/1AELYRIqkaWwTAxv-R0_sCghsnq29g1yJ/view)

 

Dentre as sugestões, estão a implantação da Casa de Apoio ao Empreendedor, concentrando os serviços necessários para viabilizar a operação das empresas; a criação da Lei Municipal de Liberdade Econômica, nos princípios da Lei Federal,  que dispõe sobre a desburocratização das atividades das empresas, bem como simplificação de diversos processos voltados ao setor econômico; a elaboração de um Plano de Incentivo ao investimento das empresas instaladas e criar condições favoráveis para a instalação de novos empreendimentos; a equiparação fiscal com os demais municípios da Região Metropolitana (taxas e impostos) como incentivo fiscal para as indústrias no município; eliminar a cobrança da taxa de coleta de lixo das empresas que possuem coleta particular de resíduos industriais, entre outras.

“Como presidente da Comissão Especial de Inovação e Empreendedorismo da Câmara, me comprometo a estudar o documento e interceder junto ao Poder Executivo para que parcerias sejam feitas em todas as esferas da sociedade, no sentido de fortalecer a economia, apostando nas vocações e potencialidades locais”, disse o vereador Rodrigo de Andrade.