Ecossistema de inovação de São José terá evento de lançamento




A AEMFLO e CDLSJ sediaram nesta terça-feira (25) a segunda reunião do Ecossistema de Inovação da região metropolitana, além de estarem representantes pelo diretor de Inovação, Marcio Cavalcanti, e pelo vice-presidente de Assistência e Serviços da CDLSJ, Roberto Carmes.

Participaram da reunião a Prefeitura de São José, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Inovação, Sebrae, Acate, Sincovar, além de empresas privadas. A grande novidade deste movimento, que iniciou em 2022, ficou por conta da definição de um evento de lançamento para apresentação e aproximação de empresários e empreendedores.

O projeto provocado pelo Sebrae, teve seu diagnóstico e plano de apresentação em novembro do ano passado. Envolvendo os municípios de Biguaçu, Garopaba, Governador Celso Ramos, Palhoça, Santo Amaro e São José, o plano tem como foco ações planejadas e integradas para maximizar resultados e reduzir o tempo de consolidação de empresas inovadoras na região, além de desenvolver interligação e padronização do ecossistema regional.

Em São José, o projeto é coordenado pela Prefeitura de São José e conta com atores empresários e entidades parceiras, entre elas AEMFLO, CDLSJ e Acate, que atuam principalmente em quatro setores estratégicos mapeados para execução do plano: software e hardware, indústria alimentícia, química e saúde.

‌ECOSSISTEMA DE INOVAÇÃO

Um ecossistema de inovação pode ser entendido como uma rede de instituições e empresas (universidades, governos, empresas e sociedade civil organizada) que promovem de forma colaborativa, a geração de negócios inovadores, sustentáveis e escaláveis.

O grande desafio para as diferentes regiões do país é promover a evolução da maturidade do ecossistema de inovação local, ampliando a quantidade e a qualidade dos negócios inovadores operando em cada território.

Pensando nisso, o Sebrae apoiou o desenvolvimento e aplicação da Metodologia de Ecossistemas Locais de Inovação – ELI, cujo objetivo é avaliar o grau de maturidade de um dado ecossistema de inovação e estimular as lideranças locais a definirem, em conjunto, estratégias e ações que possam levar o ecossistema local de inovação a um novo nível de maturidade.