Associação Empresarial de Ituporanga apoia e integra campanha “Eu Voto Alto Vale”




Mais da metade de toda a população do Alto Vale do Itajaí apta a votar nas eleições de 2018, elegeu candidatos de fora nas últimas eleições. Os dados são do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC) que apontou um percentual de 57% de votos para Deputados Federais que não tinham a região como prioridade em seus pleitos.

Já para Deputado Estadual, esse número foi ainda maior: 64% usou seu poder de voto investindo em candidatos de fora. A percepção da campanha levou em conta também a ação de muitos prefeitos e vereadores que apoiaram e incentivaram seus eleitores a votarem em candidatos de fora. Em razão disso, os candidatos se elegeram, mas pouco foi feito pela região.

Em virtude disso, diversas entidades e representantes da sociedade civil, estão promovendo a campanha “Eu Voto Alto Vale”, cujo objetivo é dar uma maior atenção às propostas de candidatos da própria região.

“Nós como empresários, também sofremos diretamente o impacto de decisões pautadas sem consciência. Nossa intenção não é incentivar a escolha por candidato A ou B, mas sim propor uma aposta maior, assim como uma cobrança firme sobre ideias e planos mais voltados à nossa região. E isso inclui a escolha de candidatos daqui”, destacou o presidente da ACEI, Luciano Juarez Bezerra.

Propostas da campanha

A iniciativa busca o apoio de entidades de cada cidade e espaços em núcleos empresariais e organizações associativistas para uma maior discussão. Além disso, o projeto propõe a criação de um documento de trabalho com sugestões para os candidatos, além de eventos para divulgação dos mesmos em cada cidade da região.

Outras sugestões da ação incluem ainda palestras nas escolas para adolescentes a partir dos 16 anos, universidades e visitas nas Câmaras de Vereadores.

“Temos um desafio grande que é a descrença na política. Sabemos que muitas pessoas não se sentem representadas e anulam, ou votam em candidatos de fora que talvez jamais sentirão com a mesma intensidade as nossas necessidades aqui. Por isso, apoiamos esse trabalho de maior lucidez, transparência e conscientização em relação a escolha de candidatos, desde os eleitores mais jovens até as nossas lideranças em vários setores da sociedade”, concluiu o presidente da ACEI.