AEMFLO promove aproximação com Embaixada de Luxemburgo




Os Diretores Executivos e Conselheiros da AEMFLO e CDL-SJ receberam na noite desta quinta-feira (30/09), na sede das entidades, o embaixador do Grão-Ducado de Luxemburgo, Carlo Krieger, e sua Comitiva. A visita teve como objetivo conhecer e trocar informações sobre as atividades empresariais entre os países e intensificar possibilidades de negócios com empresas catarinenses.

O encontro foi conduzido pelo vice-presidente da AEMFLO e CDL-SJ, Gilberto Rech, e pelos conselheiros, Tito Schmitt e João Moacir Will. “É uma honra para nós, empresários, criarmos laços de cultura e de negócios com os luxemburgueses que possuem um elo tão forte com Santa Catarina. Nossa entidade está aberta para servir como parceira e como uma ferramenta para promover grandes negócios empresariais entre os dois países”, destacou Rech.

Carlo Krieger estava acompanhado dos cônsules Charles Schmidt (Brasília) e Karin Schwinden (Santa Catarina), do adido econômico Felipe Diniz e da conselheira Política e Cultural Nádia Mellina. Na conversa, ele destacou a importância de Santa Catarina para Luxemburgo, principalmente na região da Grande Florianópolis, que concentra o maior número de luxemburgueses fora do país.

“É a primeira visita conjunta do corpo diplomático em Santa Catarina. Nosso intuito é resgatar as relações culturais, comerciais e econômicas com o Estado, tal importância de vínculo e afinidade com Luxemburgo. Especialmente devido aos laços históricos, aos descendentes dos imigrantes que ajudaram a criar o estado, que é um dos mais produtivos do Brasil”, destacou Krieger.

Rech apresentou os principais indicadores de São José aos visitantes por meio de um vídeo. Tito Schmitt relatou o momento atual que a AEMFLO e CDL-SJ se encontram com nova sede e chegando à marca de 4 mil associados. “Temos estrutura e espaço para promover intercâmbio de informações. Nossa região está crescendo muito, por isso queremos estreitar os laços e somar forças”, comentou. João Moacir Will, descendente de luxemburgueses, agradeceu a comitiva pela visita e destacou a importância de a classe empresarial estreitar as relações com Luxemburgo.

O Grão-Ducado de Luxemburgo é um pequeno país da União Europeia, situado entre França, Bélgica e Alemanha. Possui uma área de 2.586 quilômetros quadrados (cerca de 37 vezes menor que o território catarinense). Conta com pouco mais de 610 mil habitantes, quase a mesma população de Joinville, a cidade mais populosa do Estado.

Economia de Luxemburgo

Luxemburgo é um país desenvolvido, com uma economia avançada e o maior PIB per capita do mundo, só rivalizando com o Catar, em decorrência da indústria extrativista petrolífera deste. O PIB per capita de Luxemburgo, inflado pelo significativo número de trabalhadores transfronteiriços, é maior do mundo e equivale a cerca de três vezes da média europeia. De sua força de trabalho, 41% tem graduação em nível superior. A taxa de desemprego é estável em 6% (06/2017). Sua economia se encontra dentre as 25 mais competitivas do mundo. O crescimento de sua população entre 2005 e 2015 foi de 23%, em contraste com o de 3% da Zona do Euro. Segundo o Itamaraty, em suas relações com o Brasil, “a corrente de comércio alcançou US$ 123 milhões em 2012, sendo US$ 73 milhões em exportações brasileiras. Luxemburgo também representa porta de entrada para produtos brasileiros em outros mercados europeus. O estoque de investimentos luxemburgueses no Brasil soma mais de US$ 13,73 bilhões (13º maior investidor estrangeiro), com destaque para o setor siderúrgico”.