ACIVA entrega ofício à Celesc solicitando a revogação do aumento da energia elétrica




O reajuste na tarifa de energia promovido pelas Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) não passou despercebido pela Associação Empresarial de Araranguá e Extremo Sul Catarinense (ACIVA). A entidade se posicionou publicamente com nota de repúdio nas redes sociais e na última terça-feira (25), encaminhou ofício ao Governador Carlos Moisés e a Celesc.

Segundo o Presidente da ACIVA, Alberto Sasso de Sá, o Beto Sasso, a entidade reforçou no ofício a insatisfação da classe empresarial com esta medida, que vai prejudicar todos os catarinenses.

“Estamos vivendo um momento delicado, em que mais de 100 mil pessoas ficaram desempregadas desde o início da pandemia em Santa Catarina e 24,5% dos domicílios catarinenses pediram auxílio emergencial em julho”, disse.

Pelo estado, diversas entidades já se posicionaram contra o aumento, incluindo o Procon, que notificou a Celesc. “Não poderíamos ficar calados perante uma notícia dessas. A classe empresarial do Vale do Araranguá e todos os catarinenses esperam que a Celesc reveja sua postura em prol do bom senso”, comentou Sasso.