ACIC apresenta oportunidades para inovação com apoio da Finep e do BRDE




 A inovação tem ganhado espaço nas organizações brasileiras e, de uma maneira geral, é percebida como essencial para a sobrevivência em um cenário cada vez mais competitivo e globalizado. Para auxiliar as organizações a conhecerem oportunidades nessa área, a Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) promoveram, nesta terça-feira (19), o webinar “Oportunidades de financiamento à inovação”, com apoio da Finep Inovação e Pesquisa, do Pollen Parque Científico e Tecnológico de Chapecó e do Núcleo das Assessorias e Consultorias da ACIC.

            Oportunidades de financiamentos, vantagens e facilidades foram apresentadas pelo gerente do Departamento Regional Sul da Finep, João Florência da Silva, e pelo economista e gerente de planejamento do BRDE/SC, Felipe Castro do Couto.

            Silva explicou que a Finep é uma empresa pública federal vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) que concede recursos reembolsáveis e não-reembolsáveis a instituições de pesquisa e empresas brasileiras. O apoio abrange todas as etapas e dimensões do ciclo de desenvolvimento científico e tecnológico: pesquisa básica, pesquisa aplicada, inovações e desenvolvimento de produtos, serviços e processos.

            A instituição disponibiliza financiamentos para inovação com taxas de juros mais estáveis e mais atrativas. “Entre os benefícios de fazer um financiamento para inovação estão a garantia de recursos para pesquisa e desenvolvimento, mais resultados do processo e maiores margens e receitas. Com isso, é possível liberar recursos próprios para capital de giro”, expôs Silva, ao acrescentar que as linhas da Finep não possuem Imposto sobre Operações Financeiras (IOF).

            Entre as opções oferecidas pela Finep está o crédito direto para médias e grandes empresas financiarem planos estratégicos de inovação, que podem envolver contratação de equipes, softwares, obras civis e instalações, máquinas e equipamentos, aquisições de empresas para absorção de tecnologias, produções pioneiras e comercialização, matérias-primas, serviços de terceiros e consultorias, logística, distribuição e marketing. Os projetos são avaliados de acordo com seu grau de inovação. Entre os requisitos observados estão intensidade da inovação, qualificação da equipe, mobilização do sistema de inovação, abrangência, entre outros.

            Para micro, pequenas e médias empresas existe o crédito descentralizado, ou seja, o recurso é disponibilizado por meio de uma rede de agentes financeiros, como cooperativas de crédito. “Esses agentes financeiros tem o foco voltado para o desenvolvimento regional. O BRDE é o nosso principal parceiro”, frisou Silva. As vantagens de financiar nessa modalidade são a proximidade do agente financeiro, opções de garantias diferenciadas e metodologias de crédito específicas para os pequenos e médios negócios.

            Entre as linhas de financiamento descentralizadas estão o Inovacred para desenvolvimento de produtos, processos e serviços, o Finep Inovacred 4.0 para a adoção de tecnologias 4.0 e Finep Aquisição Inovadora para compra de equipamentos e componentes nacionais.

            INCENTIVO À INOVAÇÃO

O BRDE oferece diversos programas de incentivo à inovação. Desde sua fundação, em 1961, o Banco apoia e acompanha o desenvolvimento de projetos para aumentar a competitividade de empreendimentos de todos os portes em Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul. Está presente em 1.087 municípios (91% da região Sul).

O Banco atua em diversos setores, como infraestrutura, indústria, comércio, serviços, agricultura empresarial e familiar, tecnologia e municípios. Financia ativos fixos, a exemplo de aquisição de máquinas e equipamentos e itens diversos para realização de projetos de investimentos, como obras civis, montagens e instalações, móveis e utensílios. Também financia itens intangíveis, ou seja, pesquisa, desenvolvimento e inovação, e capital de giro.

Entre os programas de desenvolvimento está o BRDE Inova, que oferece condições diferenciadas para apoio a empresas e projetos inovadores, com juros competitivos, opção de fundos de aval para compor garantias, tramitação prioritária e equipe dedicada para projetos de inovação. Integram esses programas as linhas Finep Inovacred, Finep Inovacred Expresso, Finep Inovacred 4.0 e Finep Aquisição Inovadora. As formas de acesso variam conforme o projeto e o valor a ser financiado, podendo ser diretamente com o BRDE ou por meio de cooperativas de crédito conveniadas, empresas integradoras de tecnologia 4.0 e outras parcerias.

“A busca por financiamento para inovação não é um bicho de sete cabeças, existe um roteiro que deve ser seguido, mas não é complicado e nossa equipe está à disposição para contribuir”, enfatizou Couto, ao acrescentar que o BRDE possui o Espaço de Divulgação na Região Oeste, localizado junto à ACIC, em Chapecó.

O webinar contou também com apresentação do Pollen Parque Científico e Tecnológico de Chapecó e do Núcleo das Assessorias e Consultorias da ACIC que possuem programas e profissionais que podem contribuir na elaboração dos projetos, na solicitação do financiamento, no acompanhamento e na prestação de contas. “Esse foi um momento em que a ACIC cumpre sua missão. Uma delas é conectar pessoas, empresas e fomentadores de inovação para que os negócios cresçam e todo o município e região se desenvolvam”, concluiu a diretora Desenvolvimento de Núcleos da ACIC, Cleunice Zanella.