ACIBr recebe visita de diretores da Fundação Empreender




A Associação Empresarial de Brusque, Guabiruba e Botuverá, recebeu em sua reunião de diretoria, na segunda-feira, 1º de agosto, representantes da Fundação Empreender: o presidente da mesma, Jonny Zulauf, o vice-presidente, Eduardo Schroeder; e o consultor de Programas Acadêmicos Fundação, André Garcia. Também estiveram presentes o executivo da Associação Empresarial de Rio do Sul (ACIRS), Gabriel de Borba Neto, além de diretores da ACIBr e coordenadores de Núcleos setoriais da entidade.

A Fundação Empreender é uma rede de cooperação que busca desenvolver o empreendedorismo e o espírito associativo entre suas associações mantenedoras, ligada à da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (FACISC). A ACIBr, assim como outras associações, é uma das entidades mantenedoras da Fundação, e foi uma das idealizadora no processo de consolidação da Fundação há 30 anos, que surgiu após a parceria com a Câmara de Artes e Ofícios de Munique e Alta Baviera (HWK) para a capacitação de segmentos econômicos, o que também originou os Núcleos Setoriais da ACIBr.

Capacitação para desenvolvimento

Na ocasião Zulauf agradeceu pela oportunidade de estar presente novamente na ACIBr, para falar sobre alguns programas que a Fundação está realizando em parceria com diversas Associações Empresariais do Estado. Um deles é o Programa de Gestão e Vivência Empresarial (PGVE) que busca o desenvolvimento gerencial para alavancar os resultados de negócios, e que já foi realizado em parceria com a ACIBr, em 2018 e 2019.

Outro importante e novo programa da Fundação Empreender apresentado durante a reunião, foi o Programa de Capacitação de Sucessores, que busca preparar os participantes para exercerem com excelência às demandas relativas à sucessão nas empresas familiares. “Sempre buscamos atender as necessidades dos empresários e, além do PGVE, vimos a importância de preparar os sucessores das empresas, e também os sucedidos. É necessário capacitação e organização, em enxergar o potencial nos integrantes das equipes das empresas, em como eles devem receber as novas propostas e dar continuidade aos negócios”, comentou Zulauf.

Além disso, alguns empresários também compartilharam suas experiências em relação à sucessão e a necessidade de preparo das empresas para a continuidade dos negócios, bem como a importância do mesmo para o futuro das empresas.

“Todos nós sabemos de histórias de empresas que passaram por muitas dificuldades em seus negócios ou até mesmo deixaram de existir por conta da sucessão. E a Fundação quer preparar os gestores, tanto sucedidos quanto sucessores para essa fase da vida, buscando a perenidade das empresas. Os empresários de Brusque sempre foram muito abertos a essas projeções e vamos auxiliar o acesso a isso”, completou Zulauf.

Oportunidade aos associados

Para a presidente da ACIBr, Rita Cassia Conti, a participação dos representantes da Fundação Empreender foi de grande relevância, e a ideia da entidade é retomar o PGVE e também oferecer o novo programa aos associados. “Dentro do planejamento estratégico da ACIBr, um dos objetivos é promover a capacitação dos empreendedores. O PGVE vem ao encontro disso, onde já realizamos antes da pandemia, independente do perfil do empreendedor, e queremos retomar. Da mesma forma, conhecemos melhor sobre o novo programa da Fundação, que aborda a questão da governança e da sucessão empresarial. É um tema muito pertinente, que precisa ser pensado pelos empresários. E foi muito oportuno trazermos esse tema para a nossa diretoria, que aprovou de forma unânime a realização dessa capacitação para os nossos associados a partir de 2022”, concluiu.

 

Saiba mais

O Programa de Gestão e Vivência Empresarial (PGVE) tem como objetivo oportunizar aos participantes o desenvolvimento gerencial para alavancar os resultados de seus negócios e da participação no associativismo. O público-alvo do programa são proprietários e/ou dirigentes de empresas, com graduação e experiência em gestão; empresários sem formação específica mas com experiência em gestão; além de novos empreendedores ou filhos de empresários com formação superior na linha sucessória. Todos participantes são de empresas associadas às ACIS do estado. O Programa oferece oito módulos, com 12 horas cada um, onde são apresentados conceitos, ferramentas, estudos de caso, e depoimentos de empresários convidados.

Já o programa de capacitação de sucessores, busca garantir a perenidade das empresas e estruturar as bases da boa governança, para transmitir a liderança quando a próxima geração estiver pronta para liderar. O programa oferece diversos diferenciais e é voltado para empresas que desejam se perpetuar e aprimorar seu modelo de governança familiar, onde os participantes terão um projeto alinhado com seus desafios organizacionais. Da mesma forma que o PGVE, o Programa também será realizado em oito módulos, e contará com renomados professores.