Selo “Produzido em Chapecó” contribui para retomada da economia e fortalece associativismo




Valorizar as empresas, os produtos e os serviços feitos no município. Esse é o objetivo do selo “Produzido em Chapecó”, criado pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) e disponibilizado para associados e demais empresas. O selo pode ser aplicado nas vitrines, nos produtos (sacolas, marmitas, embalagens, garrafas etc), nas notas ficais, nas assinaturas de e-mail, nas comunicações feitas nas redes sociais e em todos os materiais que saem da empresa e ganham mercado.

            A ideia surgiu em abril, sendo indicada pelo associado e membro do Conselho Deliberativo da ACIC, Douglas Braun, sócio do escritório BRAUN Advogados Associados. “Apresentei ao presidente Nelson Akimoto a sugestão da criação do selo ‘Produzido em Chapecó’ a partir de um projeto parecido realizado por amigos na cidade de Blumenau, como uma forma de valorização. Nossa cidade e região é reconhecida mundialmente por muitos produtos e serviços que são fabricados aqui e a população regional precisa ter conhecimento disso e valorizar, ainda mais no momento de retomada da economia após a crise mundial da pandemia da covid-19”, relata Braun.

            De acordo com o associado, a adoção do selo nos produtos e serviços permite que os consumidores tenham acesso a informação de origem deles e, ao mesmo tempo, fomenta na população chapecoense o sentimento de pertencimento e orgulho quanto a tudo o que é produzido no município. “É fruto de todo um esforço coletivo, que necessita do constante apoio da iniciativa privada e do poder público. Trata-se de uma forma simples de valorização da economia local, conclamando o apoio de toda a população para prestigiar o trabalho desenvolvido por colaboradores e empresários em nossa região, bem como divulgar para as demais regiões de forma bem visível a origem dos produtos que consomem”, assinala Braun.

O selo pode ser inserido tanto nos produtos, nas fachadas dos estabelecimentos comerciais, assim como em todos os documentos destinados ao público consumidor nas mais diversas formas de prestação de serviços, contribuindo para a construção de uma identidade vocacional de produtos e serviços de Chapecó. “Nesse sentido, o nosso escritório de advocacia vem adotando o mesmo nos documentos oficiais destinados aos nossos clientes, parceiros e fornecedores, para que identifiquem que em Chapecó existem prestações de serviços de qualidade, que geram empregos e renda aos chapecoenses”.

ASSOCIATIVISMO

            Para o associado e nucleado da ACIC Junior Duarte, proprietário da UQ Eventos, o selo é importante, demonstra o associativismo presente na Associação e torna as empresas reconhecidas no mercado. “Quando uma empresa é associada entende-se que que ela é idônea, séria, comprometida e, especialmente, imbuída no espírito associativo”, realça.

Duarte está usando, por enquanto, o selo nas redes sociais da empresa, nas assinaturas de e-mail e nos orçamentos que são enviados aos clientes. “A iniciativa da criação do selo ‘Produzido em Chapecó’ foi muito importante para poder mostrar ao município e demais regiões quem é o comércio, a indústria e o serviço de Chapecó, incentivando que os consumidores, pessoas físicas e jurídicas, prefiram quem é daqui. No meu setor existem várias empresas, algumas associadas à ACIC e outras não, além de fornecedores de fora que tentam entrar no mercado chapecoense. Isso é bom, a concorrência nos faz crescer. Porém, a Associação tem que procurar beneficiar os seus associados para que, unidos, possamos ser melhores e a ACIC atua fortemente nisso”.

            Braun frisa que ficou feliz e agradecido à diretoria da ACIC por ter julgado pertinente a adoção do projeto. “É singelo, porém de grande simbologia para a valorização de nossos produtos e serviços. Ao mesmo tempo entendo que é dever de todos os conselheiros fazer contribuições para o fortalecimento da entidade, da classe empresarial, da manutenção do trabalho de nossos colaboradores e da valorização da nossa pujante região de Chapecó”.

De acordo com o presidente da ACIC, Nelson Eiji Akimoto, todos os segmentos da economia de Chapecó são fortes, consolidados e entregam ótimos produtos e serviços. “Por isso, propomos imprimir a nossa marca de qualidade em cada material que leva o nome do nosso município para todos os cantos do Brasil e do mundo. Essa campanha tem justamente esse objetivo: valorizar, cada vez mais, o que é produzido pelas nossas empresas”, enfatiza.