Empresariado conhece história de William Pavlik na última edição do ano do Café Empresarial da ACISLO




Empreendedor do ano 2021, o empresário William Pavlik, da empresa Agro São Valentim, foi o nome da 33ª edição do Café Empresarial da Associação Empresarial e Cultural de São Lourenço do Oeste (Acislo). O evento foi realizado na manhã desta quinta-feira (1°) e fechou a agenda de cafés do ano.

Entre outros detalhes, Pavlik compartilhou com o público presente que é natural de São Lourenço do Oeste. Segundo ele, a família reside no município há 70 anos. Após estudar até a 8° série no distrito de Presidente Juscelino, o empresário formou-se como técnico em agropecuária e em agroecologia pela Universidade Federal do Paraná e em medicina veterinária pela Unoesc, de Xanxerê. Ele possui ainda pós-graduação em gestão comercial e vendas pela Unochapecó e especialização em nutrição de ruminantes pelo instituto Rehagro.

Filho de mãe solteira, Albertina Pavlik, William obteve sua independência financeira – se alimentar e morar – com 17 anos de idade. Convicto de que os estudos seriam a ferramenta de transformação, logo após a formação, participou do programa de estágio da Cargill. Disputando com outros 15 mil inscritos, ele foi selecionado entre os 100 profissionais, ficando nas primeiras colocações.

O empresário contou que, apesar das conquistas, o objetivo era trabalhar com os produtores rurais e colocar a “mão na massa”. Foi a partir desse desejo e outras experiências profissionais que, no dia 07 de setembro de 2017, Pavlik, junto com a mãe e o irmão, iniciou as atividades da Agro São Valentim. O objetivo era atender os produtores rurais de forma diferente.

Hoje a Agro São Valentim possui quatro lojas. A matriz em Presidente Juscelino, uma loja no centro de São Lourenço do Oeste, uma no distrito de São Roque e uma no município de Formosa do Sul. Conforme ele, em cinco anos a empresa registrou um crescimento de 8500%. Com um quadro profissional de 18 pessoas a previsão é que a empresa feche o ano de 2022 com um faturamento de R$ 7 milhões. “Não existe uma fórmula. A gente foi apreendendo”, disse justificando que, mesmo não tendo passado necessidade, sempre buscou mais. A meta do empresário e atingir um porte de rede, com 20 lojas abertas.

Café Empresarial

Para o presidente da Acislo, Fernando Pressoto, o formato está consolidado. Embora Pavlik tenha sido o último a participar do evento neste ano, o presidente da associação adianta que em 2023 o cronograma segue. “Temos muitos nomes que serão convidados a compartilhar o case”, adianta observando que a ideia é, em média, realizar uma edição a cada dois meses.

Atividades

Sobre o trabalho da entidade para 2022, Pressoto explica que há apenas um evento na agenda da entidade, o qual deve ser realizado o dia 8 de dezembro – palestra sobre inovação e oportunidades com Alan Tagliari. O evento faz parte do “Movimento da Inovação”.

Sobre 2023, Pressoto lembra que é o ano em que a Acislo completa 40 anos de atividade. Por conta disso, ele explica que, além dos tradicionais eventos, haverá uma programação especial ao longo do ano. Segundo ele já há uma comissão trabalhando na agenda. Hoje a associação representa mais de 700 associados dos setores da indústria, comércio e prestação de serviço.

Ainda que os eventos terminem no dia 8, as atividades da entidade se mantem até o final do ano. No período de recesso a associação vai atender em sistema de plantão. A diretoria entra em recesso a partir do dia 12, quando faz a última reunião ordinária do ano.